top of page
  • Foto do escritorTech Crop Agronegócio Ltda.

11 de janeiro, Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos.

Utilizados na agricultura, nas pastagens, ambientes urbanos, hídricos e industriais, os agrotóxicos tem por objetivo, controlar insetos e plantas daninhas a fim de ampliar a produtividade.


Nos últimos anos, o uso de agrotóxicos no Brasil tem sido alvo de preocupação dos órgãos relacionados ao setor agrícola, porém há pouco planejamento sobre os impactos que isto pode ocasionar.

Ao entrar em contato com a terra, os pesticidas contaminam o solo e reduzem sua fertilidade devido à perda de nutrientes. Ao atingir os lençóis freáticos, contaminam a água. Tudo isso pode levar à morte de insetos polinizadores e os inimigos naturais das pragas, levando ao surgimento de novas pragas e à resistência dos insetos.


A situação mostra-se mais grave, já que a maioria dos vegetais podem ser contaminados em algum grau.


Por isso, para os consumidores, o mais seguro é o consumo do que foi produzido segundo critérios agroecológicos, pois além de serem isentos de substâncias potencialmente nocivas, sua produção é realizada com técnicas sustentáveis.


Ainda assim, é importante desenvolver ações de educação ambiental com agricultores e produtores das áreas rurais, alertando sobre os perigos que os agrotóxicos podem trazer, principalmente à saúde destes trabalhadores, e os danos ao meio ambiente.


Mas, para que haja adesão por partes dos agricultores, é importante também dar incentivos para que eles tenham condições de continuarem competitivos no mercado.


É necessário planejar e executar ações estimulando tanto o consumo de alimentos orgânicos, isentos de agrotóxicos, como buscar alternativas sustentáveis para o controle de pragas, além de procurar soluções para minimizar os impactos ocasionados pelos agrotóxicos quando utilizados.


No Estado de São Paulo, os agricultores são estimulados a adotar práticas agrícolas sustentáveis de modo a incrementar a produção e a oferta de alimentos saudáveis, por meio do Protocolo de Transição Agroecológica.


O Estado oferece capacitações e orientações técnicas aos agricultores que desejam entender melhor o tema, além de emitir certificados àqueles que iniciam a transição agroecológica – tornando a sua produção orgânica em um período de até cinco anos.


Além disso, a Cetesb realiza a fiscalização das empresas responsáveis pelo gerenciamento das embalagens de agrotóxico vazias e dos resíduos recolhidos para garantir que estes tenham destinação correta.


Os fertilizantes sustentáveis Tech Crop são formulados para oferecer aos produtores rurais, maior segurança no manejo de suas culturas, tornando as plantas mais resistentes a pragas e doenças, reduzindo e até eliminando a necessidade de pesticidas na lavoura, proporcionando uma produção mais ecológica e saudável, tanto para os produtores, quanto para os consumidores.


Acesse o site: www.techcrop.com.br para conhecer os fertilizantes ecológicos Tech Crop e melhorar a sua produção de maneira segura e sustentável.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page